FILOSOFIA DA CAIXA PRETA VILEM FLUSSER PDF

Ttulo do original alemo: Fr eine Philosophie der Fotografie. Traduo do autor. Projeto grfico: Estdio Hucitec. Capa: Fred Jordan.

Author:Faura Faezil
Country:Belgium
Language:English (Spanish)
Genre:Health and Food
Published (Last):4 December 2008
Pages:498
PDF File Size:12.70 Mb
ePub File Size:12.33 Mb
ISBN:240-7-42121-932-7
Downloads:53747
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Takora



Brinquedo: objeto para jogar. Conceito: elemento constitutivo de texto. Jogo: atividade que tem fim em si mesma. Objeto: algo contra o qual esbarramos. Sintoma: signo causado pelo seu significado. Texto: signos da escrita em linhas. Trabalho: atividade que produz e informa objetos. Valor: dever-se. Tais elementos passam a ser centrais, portadores preferenciais do significado. Em outros termos: no tempo da magia, um elemento explica o outro, e este explica o primeiro.

Eis como foi inventada a escrita linear. Tratava-se de transcodificar o tempo circular em linear, traduzir cenas em processos. Ao inventar a escrita, o homem se afastou ainda mais do mundo concreto quando, efetivamente, pretendia dele se aproximar. Por que isso ocorre? As imagens se tornam cada vez mais conceituais e os textos, cada vez mais imaginativos.

E em primeiro lugar, as fotografias, a fim de ultrapassar a crise dos textos. Devem ser decifradas por quem deseja captar- lhes o significado. A magia atual ritualiza outro tipo de modelo: programas. Substituir a capacidade conceitual por capacidade imaginativa de segunda ordem. Textos foram inventados no momento de crise das imagens, a fim de ultrapassar o perigo da idolatria.

Por que isto se deu? Como primeira delas foi inventada a fotografia. Etimologicamente, a palavra latina apparatus deriva dos verbos adparare e praeparare. O conjunto de objetos produzidos perfaz a cultura. Isto vale para aparelhos? Instrumentos trabalham. Arrancam objetos da natureza e os informam. Visam modificar a vida dos homens. Devemos repensar nossas categorias, se quisermos analisar nossa cultura.

Este tipo de atividade sempre existiu. Escritores, pintores, contadores, administradores sempre fizeram o mesmo. E tal atividade vai dominando, programando e controlando todo trabalho no sentido tradicional do termo. Atualmente, ocupa o centro da cena. Procura esgotar-lhe o programa. Por assim dizer: penetra o aparelho a fim de descobrir-lhe as manhas.

Domina o aparelho, sem no entanto, saber o que se passa no interior da caixa. Mas serve de exemplo ao funcionamento de aparelhos. Aparelhos fazem o mesmo. Por exemplo: podem executar os movimentos de trabalho. Podem, portanto, substituir o trabalho humano. Emancipam o homem do trabalho, liberando-o para o jogo. Isto porque todo programa exige metaprograma para ser programado.

E assim ad infinitum. Tal programa se deve a meta-aparelhos. Caixas pretas que brincam de pensar. Agem conceitualmente, porque tecnicamente. O aparelho foi programado para isto. E quer descobri-las no interior do aparelho. Duas coisas devem ser, portanto, retidas: 1.

DEH SHIVA BAR MOHE HAI PDF

Filosofia Da Caixa Preta - Vilém Flusser

Life[ edit ] Flusser was born in in Prague , Czechoslovakia into a family of Jewish intellectuals. His father, Gustav Flusser , studied mathematics and physics under Albert Einstein among others. Flusser attended German and Czech primary schools and later a German grammar school. In , shortly after the Nazi occupation, Flusser emigrated to London with Edith Barth, his later wife, and her parents to continue his studies for one term at the London School of Economics and Political Science. In he decided to leave Brazil. Some say it was because it was becoming difficult to publish because of the military regime[ who? Others dispute this reason, since his work on communication and language did not threaten the military[ who?

INVESTIGACIONES SOBRE LAS PROPIEDADES DEL YACON EN PDF

Filosofia da Caixa Preta

.

Related Articles